Periodontologia

A Periodontologia é a área da Medicina Dentária que se encarrega da prevenção e tratamento de condições que afetam as estruturas que suportam o dente, como é o caso da gengiva e do osso.

Questões frequentes
O que é a doença periodontal?
 

A doença peridontal envolve duas patologias distintas: a Gengivite e a Periodontite.

Gengivite é uma inflamação superficial da gengiva, que poderá evoluir para Periodontite caso não seja tratada.

Na Periodontite existe uma destruição da gengiva, do osso e outras estruturas.

 

Esta destruição afeta o suporte dos dentes, o que poderá causar mobilidade dentária e, eventualmente, a perda de dentes.

Como posso saber se tenho esta doença?
  • As minhas gengivas sangram frequentemente

  • Sinto que os meus dentes estão a mudar de posição

  • Sinto que tenho dentes a abanar

  • A gengiva está a "mirrar" e já tenho raízes dos dentes à mostra

  • Tenho muita sensibilidade nalguns dentes

  • Tenho um hálito desagradável

  • Tenho familiares que tinham dentes a abanar e que os perderam

 

Todos estes sinais poderão ser indicativos de periodontite, ainda assim, o diagnóstico deverá ser realizado pelo Médico Dentista.

 

Caso tenha algum destes sintomas, visite-nos!

 
Quais as causas?

Embora seja uma patologia complexa e que envolve vários fatores, a presença de placa bacteriana​ é indispensável

A placa bacteriana consiste na acumulação de bactérias na superfície dos dentes, que, caso não sejam removidas, multiplicam-se e podem causar a doença periodontal.

Embora seja possível não ter periodontite mesmo que se tenha placa bacteriana, é necessário que esta exista para que uma situação de periodontite se inicie ou progrida.

Portanto, a melhor forma de prevenir e tratar esta doença é através de uma higiene oral adequada.

Para além disto existem fatores genéticos e fatores ambientais, como o consumo de tabaco e a diabetes. Portanto, se fuma ou é diabético apresenta um risco superior de desenvolver esta doença. 

 
Esta doença tem cura?

Embora na maioria dos casos não seja possível reverter os danos causados, o tratamento procura evitar a sua progressão.

 

É fundamental que se efetuem consultas regulares, uma vez que na ausência de tratamento a doença poderá progredir.

De acordo com vários estudos, os pacientes que não frequentam regularmente as consultas perdem mais dentes.

 
Como se trata?

Após um diagnóstico cuidado, segue-se o tratamento periodontal que pode incluir até 4 fases.

Leia o diagrama abaixo para informações mais detalhadas.

 
Diagnóstico

Um correto e minucioso diagnóstico por parte do Médico Dentista é essencial para estabelecer a gravidade da doença e definir de que forma serão cumpridos os objetivos do tratamento.

A consulta envolve uma explicação detalhada da doença, dos seus fatores de risco, bem como dos riscos e benefícios do seu tratamento. São realizadas medições clínicas e radiográficas de acordo com os protocolos internacionais. 

DiagnósticoPerio.png
Primeira fase

Na primeira parte do tratamento, realizam-se procedimentos com os seguintes objetivos:

  • Remover as bactérias depositadas nas superfícies dos dentes

  • Melhorar a eficácia das técnicas de higiene oral

  • Eliminar fatores que promovem a retenção de bactérias na boca

  • Aconselhamento relativamente ao controlo de fatores de risco: tabaco, diabetes, obesidade, má alimentação e falta de exercício físico

1aetapaPerio.png
cirurgiaperio.png
2aetapaperio.png

O objetivo é remover as bactérias depositadas por baixo da gengiva através do alisamento radicular. Como terapias adicionais, poderão ser utilizados determinados produtos antisséticos ou antibióticos.

Segunda fase
Terceira fase

Caso os objetivos do tratamento não tenham sido atingidos no final da fase de tratamento anterior, ou existam sequelas que podem ser corrigidas, poderão ser necessárias intervenções adicionais.

Estes procedimentos variam consoante o caso e podem incluir, por exemplo, cirurgias com o objetivo de regenerar defeitos no osso de forma a prolongar a longevidade da dentição. 

TPSperio.png

A última etapa do tratamento consiste no Tratamento Periodontal de Suporte (TPS). De acordo com o diagnóstico e os objetivos definidos inicialmente para cada paciente, é delineado um programa de consultas. Nestas consultas de seguimento, o estado periodontal é novamente analisado e são aplicados os tratamentos adequados.

Quarta fase

Uma vez que a periodontite não tem cura propriamente dita, poderá reativar-se a qualquer momento. Portanto, torna-se importante frequentar as consultas e seguir as instruções em casa para que a doença não progrida.

 

Os estudos mostram claramente que pacientes que faltam às consultas de seguimento perdem mais dentes e têm uma qualidade de vida inferior, relativamente aos que são assíduos e cumprem com as instruções. 

O que posso fazer em casa para prevenir a periodontite?
 

Primeiro, pode e deve realizar a sua higiene oral de acordo com os instrumentos e as técnicas que o Médico Dentista indicou. 

Consome tabaco? Reduzir ou, de preferência, eliminar este consumo irá diminuir significativamente a gravidade da doença bem como o risco de esta se vir a desenvolver. Ao tomar esta atitude, vai beneficiar a sua saúde oral bem como a sua saúde geral.

Tem diabetes? Procure manter os seus níveis de glicémia bem controlados

Por fim, procure fazer exercício físico de forma regular e mantenha uma dieta saudávelprivilegiando o consumo de frutas e hortícolas. Vejas algumas dicas e receitas no nosso blog.